sexta-feira, março 02, 2007


E por falar em cenas estranhas, cá vai mais uma.

p diz: mas tambem não podes fugir para sempre
p diz: não é?
p diz: é ou nao é?

A vida tem umas particularidades curiosas, há um ano atras andava eu a bater com a cabeça por uma paixoneta (ou "paixoneta"... ) por um bruto (mas sincero) homem. Custou um bocadito a passar, mas passou...
Agora passado um ano (não nos vermos a mais de um ano), recebo declarações das mais variadas...
E por muito carinho, amizade e admiração que tenha por ele, já não "bate" nada...

Agora é que ele me diz que me adora? AHAHAHAH
Amigo, vens tarde... mas mesmo, mesmo tarde!
O discurso é de quem acha que não tenho como lhe escapar, e que não lhe vou resistir... e que para provar isso vem fazer-me uma surpresa em breve.

Estou de pedra na mão à espera...
Vem fazer 300km para ver como elas te mordem... vem...

Quem disse que eu não posso fugir para sempre? Quem disse que tenho sequer que fugir???

Amigo... Já Fostesssss


Miss X

2 comentários:

miss jo disse...

presunção e água benta... há um ditado assim aqui na minha aldeia ... deuses nos ajudem a lidar com estes gaijos pah

Quentes e Boas disse...

é sempre assim...quando já não queremos eles voltam....!

Miss S