quinta-feira, maio 29, 2008


Será que damos demais? Ou não?

Será que estamos aqui só para dar? E receber....?

Se não recebemos podemos reclamar?

Ou simplesmente temos que amar incondicionalmente e não esperar nada em troca?

Amar, dar, sem esperar nada em troca....mas....nunca vamos receber? É assim que funciona?

....

4 comentários:

Anónimo disse...

O ideal seria estarem os 2 em sintonia, e nunca questionarem quem dá mais, quem recebe mais, quem dá menos, quem nunca recebe,...mas isso nunca acontece! Há sempre um que se esforça mais, um que se entrega mais, um que empurra a relação, um que faz acontecer!! É a minha opinião!

Quentes e Boas disse...

Lá está, vamos falar novamente no suspeito do costume, o Yim e o Yang.
Tudo o que nos rodeia é composto por duas forças opostas e complementares. Uma não existe sem a outra.
Na medicina e na filosofia oriental é tudo classificado com esta dualidade. Para manter a harmonia e a ordem no universo e dentro do corpo, é importante manter constantemente o Yin e o Yang em plena harmonia. O caos, a discórdia e o desequilíbrio são resultados constantes quando a sua tracção é perturbada. Como pólos opostos de um ímãn, o Yin atrairá um Yang, mas repelirá uma outra força de Yin...Vejo as relações assim. Ou pelo menos deveriam ser assim!

lady.bug disse...

falhei no módulo da sintonia... chumbadíssima!

ad_intra disse...

Infelizmente nem sempre as relações são uma "win-win situation". Muitos de nós tÊm mais experiência na "win-lose situation". O segredo, creio eu, reside em procurar um "meio-termo". Mas, será que estamos dispostos a viver as coisas com menos intensidade pelo medo de "perdermos"?! Sinceramente não sei e duvido que algum dia vá saber!...