sábado, abril 18, 2009

Ninguém sabe que coisa quer.
Ninguém conhece que alma tem,
Nem o que é mal nem o que é bem.
(Que ânsia distante perto chora?)
Tudo é incerto e derradeiro.
Tudo é disperso, nada é inteiro.




Fernando Pessoa, Mensagem


c

1 comentários:

Gingerbread Girl disse...

So true... ;)

So, so true.




*